Pirâmides de Teotihuacan: como visitar por conta própria

IMG_1128-1
Pirâmide da Lua

Você já sabia que os povos pré-colombianos do México construíam pirâmides tão impressionantes como as do Egito, certo? Sabia também que a pouco quilômetros da capital está o sítio arqueológico mais visitado do país? As pirâmides do Sol e da Lua, a cidade de Teotihuacan. Continuar lendo

Anúncios

O outro lado do México: a costa do pacífico (Oaxaca)

Como se não bastasse a “boniteza” das praias azuis turquesa da costa caribe do México, o país ainda foi contemplado com uma longa costa voltada para o Oceano Pacífico.

A Costa Oeste é gigante e tem opções para todos os gostos e bolsos. Ao norte está o estado de Baja Califórnia com grandes hotéis luxuosos. Puerto Vallarta e a costa de Nayarit com charmosinhas vilas. A famosa Acapulco de um dos melhores episódios do seriado Chaves também fica desde lado.

IMG_2183 pp
Mazunte

Durante minha recente viagem ao México eu visitei algumas localidades na costa do estado de Oaxaca, um pouco mais ao sul. Ainda que não tivesse costa, Oaxaca já seria um dos estados mais bacanas do México.

A capital vale uma visita pelo seu conjunto arquitetênico, aquele clima de cidade do interior, a arte e a gastronomia. A costa é marcada pelos desfiladeiros a beira mar e pelas ondas próprias para o surfe. Continuar lendo

Fábrica de Chocolate Maya no México

Você gosta de chocolate? Sabia que ele foi inventado no México?

Sim, essa delícia já era conhecida pelos povos da América Central e México desde antes dos espanhóis chegarem por lá. Era uma bebida importante, utilizada pelo exército pois fornecia energia para caminhar o dia inteiro sem a necessidade de outros alimentos. E por este mesmo motivo foi introduzida na Espanha.

Embora existam outras versões sobre a origem da palavra “chocolate”, em maya a bebida era chamada de Chocol Ha, que significa “água suja”. Na época era consumida sem adição de leite ou açúcar, o que lhe deixava com um sabor amargo.

E se você acha que dinheiro não dá em árvore, saiba que no México nem sempre foi assim! No império Asteca a semente de cacau era usada como moeda, para pagar tributos e salários dos membros do exército. Nos armazéns de Moctezuma, imperador asteca na época da conquista espanhola, havia mais de 1.000 toneladas de amêndoas de cacau.

A fábrica de Chocolates de Valladolid

Fachada da Fábrica de Chocolates na Calzada de los Frailes
Fachada da Fábrica de Chocolates na Calzada de los Frailes

Continuar lendo

Isla Holbox – O segredo bem escondido do México

Holbox fica a 3 horas de ônibus e 30 minutos de barco da famosa e badalada Cancun. Ficou conhecida pela presença do Tubarão Baleia entre maio e setembro, o maior peixe do mundo. E a ilha tem mais a oferecer do que o nado com o gigante “paz e amor”.

Punta Mosquito em Holbox
Punta Mosquito em Holbox

Continuar lendo

A casa de Trotsky no México: o último lar de um revolucionário

O Museu Casa Leon Trotsky era um dos que eu mais esperava conhecer na Cidade do México. Para ser honesta, eu não sabia exatamente o que eu ia encontrar. Queria ao menos visitar seu túmulo.

Acontece que o Museu é muito mais do que a tumba de uma grande personagem da história do século XX. É dedicado aos seus dias no México, e conta um pouco da sua história. Sim, um museu bem acanhado para o fundador do Exército Vermelho que defendeu a República Soviética Russa de tantos ataques logo após a Revolução de 1917, e um dos maiores – senão o maior – opositor que o ditador Joseph Stalin já teve.

Túmulo de Trotsky e Natália Sedova
Túmulo de Trotsky e Natália Sedova

Continuar lendo